Rock in Casa! Dia 01

Essa matéria e do site JUDÃO                                                                                                                 Em 2001, o Multishow transmitiu o Rock in Rio na íntegra, ao vivo. Foi legal. Em 2011 está fazendo a mesma coisa… Exatamente igual. Aproveitar o seu canal HD pra transmitir em alta definição? PRA QUE, gente?

Eu já fui premiado com uma programação meio sem graça, me fazendo não ter vontade NENHUMA de me abalar de São Paulo pra tal da “Cidade do Rock”, e ainda sou obrigado a ver tudo em SD, com uma qualidade xinfrim?
Mas ainda assim, vamos fazer o nosso Rock in Casa — comentando os shows ao vivo no Twitter e, todo dia, depois do fim, aqui nessa coluna, em todos os dias do evento. Segue a gente por lá, fique ligado por aqui e enfim… OooOoOOoO! ROCK IN CA-SA! :D
O show vai começar.....
A abertura do Rock in Rio ter sido com Titãs e Paralamas do Sucesso eu realmente não ligo. É uma espécie de Showbol do festival, que ainda vai ter Guns ‘n Roses, tá valendo. Agora… De quem foi a ideia de colocar Milton Nascimento pra cantar Queen?

Não, Milton Nascimento. Aí não.
Respeito o cara por tudo o que já fez, embora considere insuportável ouví-lo — não que seja ruim, mas ou eu durmo ou eu ouço ele cantando.
E porra, ficou uma MERDA o cara cantando “Love of my Life”, que marcou a primeira edição do festival, em 1985. Não é perseguição ou mimimi… Começou com Freddy Mercury no telão, já valendo o ingresso, aí entrou o cara e puta que me pariu, o que foi que ele fez? Quem chamou? QUEM DISSE QUE ERA LEGAL?
O jazigo (!) do Freddy Mercury tá todo cheio de purpurina agora, de tanto que ele se revirou no caixão. Isso não se faz. Nem com uma pessoa, nem com uma música.
Mas podia ter sido pior. Sandra de Sá poderia ter beijado Bebel Gilberto na bOH WAIT.
Inha inha inha! Claudinha bonitinha!
Claudia Leitte, do axé para o Rock in Rio, de acordo com o que ela disse, por obra de Deus — então vocês sabem quem devem culpar. Mas o fato é que ela fez o show dela, cantando em inglês (MEDO) e sendo aplaudida pela plateia, que ainda sofreu com um arrastão, transformando oficialmente o Rock in Rio em Carnaval de Salvador.

Mas se você acha que ela é motivo pra não chegar perto do Rock in Rio, saiba que a) em 1985 teve Ivan Lins, Elba Ramalho e tantas outras bizarrices e b) amanhã tem Capital Inicial. Ou seja, é só mais um dia no Festival que, com esse nome, já esteve em Lisboa e em Madrid. Faz sentido? Pois então. Não reclame.
Ou reclame, exatamente, daquele vestido não mostrar o sideboob que dava a impressão na TV. :/
Katy Perry SUA GOSTOSA!
Se eu tivesse comprado ingresso pra todos os dias do festival e tivesse visto o show dela de perto lá, e só, já teria valido. Mas eu não comprei, não fui e nada melhor do que ver Katy Perry em HD — o que eu só consegui depois, na Globo, enquanto a Rihanna não entrava no palco.
PUTA QUE PARIU, COMO ELA É GOSTOSA! E ainda mandou o pessoal calou a boca quando falou dos argentinos! :D

Oh, Katy! <3
E nós, aqui das Internets, ainda fizemos justiça com a Katilce, que beijou o Bono na boca — já que ela, enfim, virou trending topics MUNDO no Twitter, quando o glorioso Julio de Sorocaba foi chamado ao palco pela Katy, ganhou um maior e melhor beijo na bochecha da história. O moleque, aliás, ganhou mais de 25000 seguidores em poucas horas.

SOROCABA REPRESENTA!
Agora, na próxima Campus Party, no próximo YouPix, vai ser chamado pra dar palestra, participar de debate ou dar entrevista. Fora a materia especial contando toda a sua vida pregressa no Fantástico, domingo. E de maneira geral, foi o show mais show. O palco tava montado, ela trocava de roupa a todo momento, enfim, fazia muito mais uma performance do que simplesmente ficar lá cantando. Foi muito mais rock’n'roll do que muita coisa que eu já vi ao vivo. Só faltou a Rebecca Black. :P
Eu não vi o show do Elton John!
Bom, eu saí pra comer… Mas parece que ele tocou Bennie and the Jets, Tiny Dancer, Rocketman e tava usando uma roupa ridícula, tocando piano. Pra mim, tá ótimo. :D
Rihanna! Cadê você!…
GENTE que show legal. Só que ao contrário. Ela não trocou de roupa, ficou com o carçolão e a toalha de mesa cobrindo a bunda por boa parte do tempo, tocando um monte de música que eu nunca tinha ouvido. Esses shows não servem pra ser ao vivo… Ou que tivessem sido na hora do da Katy Perry! A Katy é que tinha de encerrar. Fez o show mais show, que terminasse o primeiro dia com chave de ouro, fazendo o pessoal achar que aquele foi um dos melhores dias da história do Rock in Rio.
Eu provavelmente esqueceria do Milton Nascimento cantando Love of my Life… :P

Mas não. Me fez ter CERTEZA de que o show da Claudia Leitte foi melhor só porque eu conhecia boa parte das músicas. Poxa, Ri. E O QUE FOI AQUELE UMBRELLA, GENTE? Putaquemepariu, corrorosa.
AH! Pra não esquecer: o guitarrista dela é o Nuno Bettencourt, que você conhece por um dia ter tocado “More than words” no Extreme. LOL. :D
E a TV…?
A transmissão foi o que se espera. No Multishow, os Brasileiros davam entrevistas depois dos shows e, nos intervalos, aquela delícia da Dani Monteiro entrevista os ~famosos~ no camarote — e conseguem a PÉROLA da Monique Alfradique, que se emocionou com uma música que o Elton John sequer tocou no show.
Eles talvez devessem mostrar mais dos outros palcos, tipo quando mostrou a minazinha do comercial da Heineken fazendo o show dela e tudo mais. Entendo quem assista a aquele show ao invés de um da Rihanna ou Claudia Leitte, mas eu tava me pensando… Nego paga UMA GRANA pra ver aqueles caras MESMO? PRA IR NA RODA GIGANTE?

The Asteroids Galaxy, aka "A minazinha do comercial da Heineken"
Na Globo… Eles transmitiram a Kate Perry em HD. Sim, Kate, com e no final. Mas era em HD, quem se importa?! E ainda fizeram um resumão dos outros shows, como geralmente fazem. Tudo normal.
Vamos ver daqui pra frente, ainda no aguardo das escorregadas de apresentadores e comentaristas. Lembrando que Nelson Motta já não dá mais!