Vasco vence Aurora de 8 a 3

http://i1.r7.com/data/files/2C95/948E/333C/D015/0133/4298/1A94/7B15/vasco%20x%20aurora%20rudy%20trindade%20gp300.jpg
8 A 3
Um dia depois da eliminação do Botafogo para o Independiente Santa Fé, da Colômbia, o Vasco goleou o Aurora, da Bolívia, por 8 a 3 nesta quarta-feira (26), e se tornou o primeiro time brasileiro classificado para as quartas de final da Copa Sul-Americana.
Depois de ter perdido por 3 a 1 na partida de ida, há três semanas, em Cochabamba, a equipe do Rio de Janeiro precisa vencer por 2 a 0 ou por uma vantagem maior em São Januário.
Mesmo assim, o técnico Cristóvão Borges optou por poupar atletas importantes, como o zagueiro Dedé, o meia Diego Souza e o atacante Elton.
A medida deu certo, já que os respectivos substitutos - Douglas, Bernardo e Alecsandro - fizeram cinco dos oito gols que garantiram ao Vasco a classificação para encarar o Universitário, do Peru, que nas oitavas eliminou nos pênaltis o Godoy Cruz, da Argentina.
O time da casa abriu o placar logo aos oito minutos do primeiro tempo, e com um golaço. Bernardo colocou entre as pernas de Peña, girou bonito para cima de Barba e encheu o pé. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar.
Aos 15 minutos, o Aurora teve um de seus únicos bons momentos em toda a partida, e chegou ao empate em uma infelicidade da zaga vascaína. Douglas tentou afastar o perigo com um carrinho, mas acertou Andaveris e viu a bola entrar.
A partir daí, teve início uma grande pressão da equipe anfitriã. Aos 35 minutos, Alecsandro, que viveu bons e maus momentos no confronto, se antecipou à zaga após cobrança de escanteio e acertou o travessão. Um minuto depois, a vida do Vasco foi facilitada por uma dura entrada de Galindo em Fagner. O meio-campista boliviano viu o cartão vermelho diretamente.
Com um a mais, os comandados de Critóvão não demoraram para desempatar. Aos 38 minutos, Juninho cobrou falta da direita na cabeça de Alecsandro, que acertou o canto do goleiro Lanz. Na comemoração, Bernardo discutiu com a torcida, que vaiava o centroavante. O terceiro gol, que levaria a decisão da vaga para os pênaltis, saiu ainda antes do intervalo, aos 44. Desta vez foi o lateral Julinho que fez o levantamento. Alecsandro voltou a se posicionar bem e a cabecear para a rede.
No segundo tempo, o Vasco deslanchou, e o quarto saiu logo aos três minutos. Alecsandro agora deu uma de garçom e tocou por cima da zaga para Leandro, que ainda se atrapalhou com a bola, mas conseguiu o chute e fez seu primeiro gol com a camisa do 'Gigante da Colina'.
Apesar de uma pequena queda no rendimento, os anfitriões continuaram mandando no jogo, e o quarto g
olaconteceu aos 24, quando Fagner recebeu na direita de Juninho, já dentro da área, e foi puxado por Mendez. O 'Reizinho' cobrou no canto direito, rasteiro, e deixou o dele. Dois minutos depois, foi a vez do Aurora ter uma penalidade para cobrar.
Fernando Prass saiu mal e derrubou Sanjurjo. O zagueiro Peña foi o encarregado de bater, e acertou o canto direito. O goleiro vascaíno foi na bola, mas não a alcançou. Mais um gol daria a classificação para o time de Cochabamba, mas quem reencontrou as redes foram os donos da casa.
Aos 32, Allan puxou o contra-ataque e passou para Juninho, que adiantou para Bernardo. Com um chute forte, o meia fez 6 a 2. O sétimo surgiu em um cruzamento da direita feito por Allan e finalizado de cabeça por Douglas, aos 36. Seis minutos depois, Segovia tentou uma vez e parou em Fernando Prass, mas não desistiu e diminuiu a diferença no rebote. Para encerrar o show de gols, após cobrança rasteira de escanteio, Allan dominou da entrada da área, tocou entre as pernas do defensor e chutou forte para também deixar o seu, o oitavo do confronto.
"Copyright Efe - Todos os direitos de reprodução e representação são reservados para a Agência Efe."