lista com os 15 maiores fracassos de bilheteria em 2011 – E tem Lanterna Verde!

Mas a produção que foi o “maior desperdício de bufunfa” foi The Big Year

Tem horas que Hollywood pode se tornar uma ótima maneira de jogar dinheiro pelo ralo. Em algumas oportunidades os estúdios investem pesado em um filme o qual depois se mostra um grande fracasso. E o fracasso não precisa nem ser, necessariamente, um resultado negativo à primeira vista.
Se o faturamento for apenas “ligeiramente positivo” em relação ao orçamento, pode se dizer que algo deu muito errado, já que a bilheteria é dividida com as salas de cinema e outros interessados no meio do caminho.

Nesse sentido, acaba se sair a lista dos 15 maiores fracassos de bilheteria de 2011 – isso levando em consideração o tamanho do orçamento original. Claro, Lanterna Verde esta na lista. Porém, não diria que a produção foi um fracasso total. Afinal, além dos U$ 20 milhões positivos, a Warner ainda tirou algumas verdinhas dos produtos licenciados e dos gibis da DC. Em valores totais, o maior prejuízo foi Marte Precisa de Mães. A animação de Simon Wells e estrelada por Seth Green teve um orçamento de US$ 150 milhões para uma bilhateria de apenas US$ 39 milhões em todo o mundo. E olha que a produção foi lançada pela Disney…
Porém, se for levar em conta a proporção entre dinheiro investido e arrecadado, quem ganha mesmo é The Big Year, comédia com Jack Black, Owen Wilson e Steve Martin. Porém, o longa-metragem não foi ainda lançado em vários países, incluindo no Brasil.
Com vocês, a lista dos 15 maiores fracassos – por ordem de faturamento de bilheteria proporcional ao orçamento:
- The Big Year – Orçamento: US$ 41 mi – Bilheteria mundial: US$ 7,4 mi
- Marte Precisa de Mães – Oçamento: US$ 150 mi – Bilheteria mundial: US$ 39 mi
- Conan – O Bárbaro – Orçamento: US$ 90 mi – Bilheteria mundial: US$ 48,8 mi
- O Diário de um Jornalista Bêbado – Orçamento: US$ 45 mi – Bilheteria mundial: US$ 21,6 mi
- Anonymous – Orçamento: US$ 30 mi – Bilheteria mundial: US$ 14,8 mi
- O Enigma de Outro Mundo – Orçamento: US$ 38 mi – Bilheteria mundial: US$ 27,4 mi
- Happy Feet 2 – Orçamento: US$ 135 mi – Bilheteria mundial: US$ 115 mi
- Noite de Ano Novo – Orçamento: US$ 56 mi – Bilheteria mundial: US$ 54,9 mi
- Arthur – O Milionário Irresistível – Orçamento: US$ 40 mi – Bilheteria mundial: US$ 45,7 mi
- Cowboys & Aliens – Orçamento: US$ 163 mi – Bilheteria mundial: US$ 178,8 mi
- Sucker Punch: Mundo Surreal – Orçamento: US$ 82 mi – Bilheteria mundial: US$ 89,8 mi
- Não Sei Como Ela Consegue – Orçamento: US$ 24 mi – Bilheteria mundial: US$ 30,5 mi
- Lanterna Verde – Orçamento: US$ 200 mi – Bilheteria mundial: US$ 219 mi
- Roubo nas Alturas – Orçamento: US$ 75 mi – Bilheteria mundial: US$ 126,3 mi
- Glee 3D: O Filme – Orçamento: US$ 9 mi – Bilheteria mundial: US$ 18,7 mi
Só é bom lembrar que os orçamentos são estimativas, já que quase nunca surgem número oficiais. Além disso, alguns filmes ainda estão em cartaz, como Noite de Ano Novo e Roubo nas Alturas, o que pode fazer com que os números mudem um pouco.
Outra coisa importante é que, além de licenciamento, filmes como Lanterna Verde e Conan – O Bárbaro vão viver anos à fio dando dinheiro para os estúdios por conta do mercado de home video, pay-per-view e TV. Já produções como The Big Year devem ser jogadas no esquecimento logo logo…
Agora, dá uma certa dor no coração ver Sucker Punch nessa lista, né?
Via Judão