Crítica - O Homem que Mudou o Jogo

Com Brad Pitt
Texto: Por Rodrigo Hermínio (do site cinematologo)
Billy Beane (Brad Pitt) é um gerente de um time de baseball que não anda tento seus melhores dias, com o orçamento muito inferior aos grandes clubes Billy tentar encontrar uma maneira de torna seu time competitivo e lutar pelo Titulo do campeonato. Então que Beane conhece o jovem Peter (Jonah Hill) que lhe mostra uma maneira de revolucionar o  esporte ao trazer um sofisticado programa de estatísticas feitas em computador para o clube.


"O Roteiro em baseado no livro chamado O filme é baseado no livro Moneyball: The Art of Winning an Unfair Game de Michael Lewis, que por sua vez é baseado na história verdadeira de Billy Beane."  Fonte Wikipedia





Brad Pitt surpreende com uma atuação singular que nos deixa preso ao drama do inicio ao fim. O filme apesar de duas horas de duração prende o expectador que fica cada vez mais ansioso pra saber onde as ideias malucas de Billy e Peter vão levar o Oakland Athletics (Time que o Billy Gerencia).
Diferente da Técnica chamada Moneyball (titulo original) que usa estrategias revolucionarias, O Homem que mudou o jogo não mudou nada na arte de contar historia, se baseando num fato real sem apelar muito nos requisitos de direção de artes e efeitos sonoros e visuais o filme consegue atingir seu objetivo e ser um bom filme. Nada grande, Nada novo tudo igual mas mesmo assim conseguiu ser um belo filme.

Com diversas indicações em grandes premiações como globo de ouro , PGA  e WGA o filme pode levar alguns Oscar consigo como roteiro , Ator e Ator Coadjuvante.

Um grande fator que emociona muito no filme é a canção que aparece no final do mesmo, ela é simplesmente o  momento primordial pra as lagrimas caírem dos olhos, é uma pena que a canção não seja original pois com certeza iria levar muitos prêmios .

Acredito que não tenho muitas palavras pra define Moneyball so posso dizer : Assistam e Sintam"