O novo logo da Record

A NOVA CARA DA RECORD
O "novo" logo da Record
O Texto abaixo foi retirado do Blog TeleVisual .Os créditos por esse ótimo texto é de .

Depois de muitas especulações que duraram quase um ano, a partir de um vazamento de um registro do INPI feito pela própria emissora, a Rede Record finalmente estreou sua nova marca gráfica. Mantendo os mesmos conceitos, mas com um tratamento videográfico um pouco mais contemporâneo, a nova marca promete trazer um visual mais moderno ao canal.

O globo terrestre estilizado com aspecto brilhante circundado por três placas recurvadas que representam o sistema cromático da televisão (RGB) foi substituído por uma versão mais compacta. O aspecto compositivo mais triangular formado pelos quatro elementos foi resumido a uma única esfera com um refinamento de cores ainda mais brilhante e um efeito de renderização um pouco mais espelhado.

Antes e Depois


A marca inicialmente divulgada no ano passado, não continha o mapa no centro da esfera, elemento que foi mantido na versão final, mas desnecessário em uma solução de maior estilização da forma. Até porque, a marca adaptada para o seu canal de notícias, o Record News, já não apresenta desde a versão anterior, o tal desenho.

Marca Inicialmente Divulgada e Marca Definitiva


Marca Record News: Antes e Depois


Em teoria, a marca ganhou mais pregnância, por reduzir o número de detalhes formais.  Porém não houveram mudanças conceituais que justificassem tal alteração.  Apenas uma atualização estilística que acompanha a renovação da computação gráfica. O que se pode notar, no entanto, foi uma aproximação estética ainda maior com suas concorrentes diretas, o SBT e, principalmente a Rede Globo.

Essa similaridade estética é bem justificável, vide a explícita intenção da Record há anos em se equiparar ao “padrão Globo de qualidade”. Com um posicionamento estratégico de programação bastante similar, com investimento em produções de teledramaturgia, jornalismo e reality shows, o canal do bispo Edir Macedo parece acreditar que, através dessa aproximação de linguagem e conteúdo, ao qual o público já está acostumado, haverá uma migração natural de espectadores. Um reflexo desse conceito comunicacional de proximidade pode ser inclusive notado na evolução de sua identidade visual. Cada vez mais, a assinatura da Rede Record e de alguns de seus programas foram se aproximando em vários aspectos da estética da Rede Globo, tais como tipografia, cores e formas. O ápice agora está nessa nova marca mais esférica, que poderia ser facilmente equiparada a alguma afiliada do canal carioca.

Marca Rede Record 


A solução aplicada pela Record é bastante comum, não só na indústria televisiva, bem como em outras áreas de consumo. É só dar uma volta em um supermercado e ver nas gôndolas produtos similares,
embalagens e marcas que se confundem visualmente, sempre no intuito de iludir o consumidor. Levá-lo a crer, de modo ás vezes bastante subjetivo e intuitivo, que está comprando a mesma qualidade da marca líder, mas com a metade do preço.
Entretanto, esse uso do design como artifício de marketing consegue ser efetivo até certo ponto. Afinal, a construção de uma marca líder nunca está calcada na repetição, mas sim na diferenciação. A Record parece insistir justamente nesse caminho da réplica. Talvez essa seja uma das razões que justifiquem a sua posição perante a audiência. Apesar de seus conteúdos já apresentarem uma qualidade, que em alguns casos, pode ser equiparada à Globo, o canal carioca ainda detém de forma geral um poder de influência no mercado televisivo infinitamente maior. Aliás, a própria Rede Globo, emissora menos antiga que a Record, saiu na frente justamente por apresentar uma proposta diferenciada, tanto estética, quanto de conteúdo.
Outra questão de discussão é a falta de um projeto conciso que vá além da marca gráfica. Os demais elementos videográficos parecem ser pensados de maneira secundária. As vinhetas, por exemplo, se limitam a evidenciar os detalhes do símbolo, através de giros e rodopios, causando um impacto raso e pouco criativo. Solução, aliás, não exclusiva da Rede Record. A própria Rede Globo também se apresenta de forma similar. E esse é um detalhe importante que diferencia os canais abertos nacionais dos internacionais, que já enxergam o projeto de design televisual de maneira mais holística, integrada com toda a estratégia comunicacional do canal.

Vinheta Interprograma


Essa falta de percepção fica clara na apresentação da “logomarca” pela própria Record, através de um vídeo bastante estranho, mostrando carpinteiros, costureiros, pintores e o elenco de artistas e apresentadores dando pitacos na construção do novo símbolo. Além disso, uma reportagem bastante superficial tentou mostrar os bastidores do processo de construção, mas o que se pode ver foi apenas uma equipe de computação gráfica manipulando papéis e usando de forma ensaiada os computadores que mostravam as cenas de uma mesma vinheta, tudo para ficar bonito para câmera. Em nenhum momento foi entrevistado os reais responsáveis pelo projeto, desde a criação até a execução visual. Em suma, a preocupação, parece ter se limitado a uma aparência mais agradável ou a um mero capricho. Se houve alguma estratégia de design, ela se manteve a mesma: continuar seguindo os trilhos da sua principal concorrente.

Notícia e Lançamento da Nova Marca