Crítica - Os Vingadores: Marvel Studios reúne heróis em uma super produção

Quando Joss Whedon lançou seu primeiro filme como diretor, a ótima ficção científica “Serenity”, as sessões-testes vieram com um depoimento no qual ele dizia que “nós fizemos o impossível e isso nos torna poderosos”. Em seu segundo trabalho para o cinema na cadeira principal, Whedon basicamente repete a dose, tendo em vista que Os Vingadores, dirigido e roteirizado pelo cineasta, é algo que não deveria existir na indústria hollywoodiana atual.